Text

De volta…

Você saiu daqui, e foi de mala pronta e cabeça feita. Foi pra não voltar sabe?

Como você conseguiu ir eu não sei. Depois pensei que talvez seja melhor assim, não era pra ser.

Mas esse não era pra ser me incomoda. Quem disse isso? Quem determinou o que é ou não? Eu sei que tem alguém, mas, por que não meu coração?

Sei lá, se ele mandasse, eu te trazia de volta.

Eu tentava pelo menos…

Text

Veja bem meu bem…

apesar da pouca idade, tenho algumas experiências na mala, umas tristezas no bolso e alegrias por trás do sorriso.


Quem sabe meu bem, se você me ensinar algo novo, eu não divida contigo um pouco de mim?

Text

Olha só moço…

Sabe o que é moço, esse negócio de amar pra mim é complicado.

O meu mundo já deu tantas voltas que eu fiquei tonta.

Perdi a linha seu moço, não sei se tem volta não.

Vai vendo que já girei tanto que ficou tudo meio atordoado.

Mas olha moço, quem sabe é você que me traz de volta à razão?!

 

Text

Isso é um fato!

Era assim, sem mais, sem menos, só era.
Mas agora não é mais, na verdade ainda é, só que de outro jeito.
Agora tem você também.
Você e esse riso que nasce no estômago por sua culpa.
Sim culpado, pela noite bem dormida, pelo dia nascer mais claro, pelo meu andar diferenciado.
Não se desculpe, mas sinta-se culpado.
Paixão faz bem meu bem, isso é um fato!

Quote
"Não preciso de muitos, desde que eu muito seja pros poucos que me bastam. Pois estes, apesar de poucos, muito mais valem do que muitos sem valor."